Como rankear em primeiro lugar no Google é uma dúvida presente na vida de muitos blogueiros e donos de sites. É uma tarefa que exige esforços e investimentos consideráveis, seja monetário ou não. Entretanto, os benefícios são os mais variados, principalmente um aumento das vendas juntamente com maior volume de tráfego. 

Para que isso ocorra, é necessário realizar algumas tarefas importantes das quais iremos listar a seguir. Portanto, continue a leitura para saber mais. 

1. Investindo em SEO

O primeiro passo é investir em SEO. Ele é quem dita as regras e influência  em todo o rankeamento.  Dessa forma,  sempre que o site estiver em uma posição ruim ou com o número de visitantes diminuindo, essa pode ser uma das causas. 

Existem dois fatores importantes para se levar em consideração, o Off Page e On Page. Off Page se deve a tudo que é realizado fora do seu site e que possui fortes ligações com ele, um exemplo são os backlinks. Já o On Page, é a parte dentro da sua plataforma como o tempo de carregamento, hospedagem, autoridade de domínio, conteúdo de qualidade e muito mais. 

2. Investindo no famoso Link Juice

O Link Juice também é conhecido por ser o Backlink. Ou seja, quando há outro domínio citando o seu site. Dessa forma, o algoritmo vai entender que é um conteúdo de relevância – já que todos estão citando – e irá rankear em primeiro no Google. 

Não esqueça que essa troca de linkagens deve ocorrer em plataformas de relevância. Citar o seu domínio muitas vezes em um site que não aborda sobre o assunto trabalhado no seu, apenas poderá fazer com que o algoritmo penalize seu endereço eletrônico. 

3. Cuidado com o título – Sério!

Cuidado ao criar títulos, pois podem ser fundamentais na hora de ser pesquisados. Exemplo: Os títulos continham palavras complexas e que não são facilmente pesquisadas. Por exemplo: “Romeu e Julieta: O Bovarismo exacerbado?”. Não é mais fácil, quando pesquisamos no Google, usar termos como “Romeu e Julieta crítica”, “Romeu e Julieta o que foi”, “Romeu e Julieta resumo”?

Pense dessa forma ao criar os títulos. Eles devem conter palavras chaves secundárias que são pesquisadas e mais simples. Algo muito elaborado e complexo, mesmo que o conteúdo seja bom, nunca será rankeado. 

4. Produzindo conteúdo de qualidade

Pedir para que seu redator produza apenas textos de 300 ou 400 palavras para fazer o mínimo, não fará com que seu domínio tenha um bom desempenho. Conteúdos de qualidade levam em consideração a quantidade de palavras do concorrente juntamente com os termos escolhidos por ele. Por exemplo, se o seu site possui conteúdos de 300 palavras e o concorrente postar textos com 5 mil, há uma maior chance dele rankear em primeiro no Google. 

Neste momento, invista em bons redatores e que possuam conhecimento avançado em SEO. Buscar pelo menor preço pode sair caro em boa parte das vezes e todo o investimento (mesmo que pequeno), não trará retornos.

Deixe um comentário